Início

Eu digo que na viagem da vida há erros que devem ser evitados e acertos que devem ser desenvolvidos.

Um dos erros é não dar à vida o que temos para dar. Outro erro é o de tentar dar à vida aquilo que não temos, parecer aquilo que não somos.

Eu estudei direito e no terceiro ano entrei em crise. Estava identificado com o personagem do advogado. Quantas pessoas estão montadas num personagem? Há que cultivar a autenticidade.

O outro pecado muito universal da inconsciência é o de não tomar momentos para estar em contacto consigo mesmo, reconhecer o corpo, as experiências, a meditação.

Quem vive numa máscara também tem medo, porque é como se fosse uma casa de cartão, ele evita perceber o que verdadeiramente o move.

 

Joan Garriga, 2019
Excerto da entrevista no Jornal Clarín

Texto integral AQUI