Sessões em Grupo

SESSÕES EM GRUPO DE CONSTELAÇÕES FAMILIARES

 

Nas sessões em grupo de constelações familiares o procedimento inicia-se com a apresentação de um tema/ problema pelo cliente – a pessoa interessada em colocar a constelação pessoal. Segue-se uma breve entrevista, onde se procura saber aquilo que o cliente gostaria de ver resolver-se e onde se recolhe informação factual acerca da situação.

Após esta recolha de informação, o terapeuta decide quais os elementos que irão ser configurados na constelação. Normalmente são colocados a própria pessoa que apresenta o problema e alguns membros da sua família, mas poderá também ser um elemento abstracto, como um aspecto da personalidade, uma doença, uma casa, um país, dependendo do problema que esteja a ser trabalhado.

Entre as pessoas presentes no grupo são escolhidos representantes para esses elementos e/ou pessoas, os quais são então dispostos no espaço de forma a representar como o cliente sente que se apresentam as relações entre tais pessoas (ou elementos) na realidade – elementos configurados em constelação.

A partir daqui, os representantes movem-se de acordo com aquilo que espontaneamente sentem ou percebem, a nível físico ou emocional. De facto, quando os representantes de uma constelação são situados uns em relação aos outros, começam a ter sensações e a exibir reacções que não correspondem a nenhuma vontade consciente da sua parte; de repente já não actuam e sentem como eles próprios, mas como os membros do sistema que representam, chegando inclusivamente a desenvolver os sintomas físicos dessas pessoas.

Este fenómeno não está cabalmente explicado pela ciência (embora haja várias aproximações à sua explicação dentro da neurologia e da biologia) mas é precisamente este “efeito” e a “verdade sistémica” que ele encerra que se utiliza para constelar o problema da pessoa e procurar uma solução para o mesmo.

Numa sessão de constelações familiares em grupo pode participar-se de três maneiras diferentes: 1) como cliente, colocando a sua própria constelação; 2) como representante na constelação de outra pessoa; 3) assistir, mas mantendo-se incluído no círculo de pessoas que sustentam a constelação. Seja qual for a posição em que se encontre, todos realizam trabalho para a constelação em curso e todos podem beneficiar com a constelação no sentido de resolverem questões pessoais pendentes através da vivência da constelação de outra pessoa.

As constelações familiares não providenciam o fim mágico dos problemas, nem o apoio afectivo de que possa estar a sentir falta. Constituem um instrumento que o ajudará a enfrentar a sua herança transgeracional e as suas responsabilidades pessoais. As constelações familiares ajudam-no a estar e a permanecer na capacidade e na responsabilidade adulta – a manter-se centrado e activo.

 

Para participar numa sessão de constelações familiares em grupo é sempre necessário inscrever-se previamente, quer seja para participar como representante, quer para colocar o seu tema pessoal numa constelação especificamente organizada para si.

 

A realização de sessões em grupo de constelações depende da organização de grupos. Contacte para se informar dos agendamentos.

Se necessita de mais informação para compreender este método, consulta a a pestana  CONSTELAÇÕES, onde encontrará informações mais detalhadas, assim como a secção de ARTIGOS  sobre o tema.

Para esclarecimento de qualquer questão ou dúvida que se prenda com o seu problema pessoal, pode entrar em contacto através do formulário  de contacto.

 

Para receber as actualizações no seu e-mail, assine em baixo a página.